Uma das formas mais simples de análise técnica no mercado de capitais é feita através da identificação de figuras de price action… Existem várias delas, mas algumas são mais efetivas e melhores do que outras. Para ser sincero existem algumas muito mais avançadas em Wall Street que poucos conhecem aqui no Brasil. Nessa série de posts sobre as Figuras de Mercado eu vou mostrar todas elas, até essas mais avançadas. ?
Esse post vai ser focado em duas figuras que são muito parecidas, mas que tem uma formação diferente. A Bandeira e a Flâmula.
Olha só, aproveita que vc tá aqui e curte a minha página do Facebook abaixo, tem coisas muito tops lá também!

 

Só por essa imagem acima você já percebe que eles são semelhantes, mas a formação é diferente, né? A bandeira vai se formar após uma consolidação (retângulo ou canal) da ponta compradora ou vendedora após uma subida ou descida. A flâmula vai ser a mesma coisa, só que vai rolar topos e fundos diferentes.

Existem 2 tipos de bandeiras no mercado de capitais:

Temos a bandeira de alta e a bandeira de baixa. É importante saber que cada uma delas aparece em lugares específicos do gráfico, vou explicar isso depois, mas por enquanto olha só a diferença dessas duas na animação abaixo:
Como você consegue perceber pela imagem da bandeira de alta, o preço vai estar subindo e irá encontrar uma área de consolidação (sem continuar subindo nem começar a descer) e logo na sequência vai romper essa área de consolidação e continuar o movimento anterior.
 
A bandeira de queda é a mesma coisa, só que para o lado contrário. A identificação de ambas é muito fácil, como o próprio nome já segere, esse padrão se parece muito com uma bandeira né? Temos o mastro e a “bandeira” (que é a área de consolidação).

Onde esse padrão vai aparecer no gráfico?

É agora que começa a parte boa… e lucrativa. Uma bandeira pode aparecer em qualquer lugar no gráfico, afinal de contas sempre temos uma subida/descida no preço seguida por uma consolidação… Mas as bandeiras em locais aleatórios do gráfico não geram bons resultados.
Como assim? É necessária uma leitura de estrutura de mercado para saber se aquele lugar onde a bandeira está aparecendo pode ser favorável para abrir uma operação. Por exemplo: Se já estamos em uma tendência de queda forte, sem muitos pullbacks (e por exemplo na tericeira onda do elliot), uma bandeira de queda lá embaixo pode ser péssimo para operar.
Por quê? Porque ninguém quer entrar nesse padrão e perceber que o rompimento não vai continuar né? Por isso é extremamente importante fazer uma análise maior do que apenas aguardar o rompimento da bandeira que vc viu em qualquer lugar do gráfico.
Melhores lugares para operar uma bandeira:
Os melhores lugares para vc abrir uma operação quando encontrar uma bandeira no mercado de capitais são:
> Início da tendência (primeira consolidação e pullback);
> Meio da tendência (segunda consolidação e pullback);
> Quando ela aparecer no pullback para a média móvel;

Onde não operar uma bandeira:

> Se o rompimento acontecer exatamente em uma área de resistência forte;
> Em uma área de consolidação maior (diminua o gráfico para ver isso);
Nessa foto acima você percebe que aquela última bandeira lá embaixo não completou o movimento harmônico e quem entrou naquele rompimento foi certamente stopado… Por quê? Porque o padrão apareceu bem em uma área de suporte (sem falar que fez fundo triplo e os 4 Passos logo antes de formar aquela bandeira de alta após a reversão da tendência ? (espero que vc conheça os 4 Passos hein…)

Fatos importantes:

>> Bandeira de alta em uma tendência de queda é mais fraca.
>> Bandeira de queda em uma tendência de alta é mais fraca.
>> Essa área de consolidação que forma a bandeira não pode ser muito longa.. Se passar de 50% do fibo (medindo o mastro da bandeira) ela fica desconfigurada. O ideal é na área de 38%.

Onde entrar e, colocar o alvo stop?

Ponto de entrada: No rompimento da bandeira. Aguarde um candle “romper e fechar fora” da bandeira.
Stop: Seu stop vai no fundo mais próximo (que vai estar dentro da consolidação da bandeira de alta) ou no topo mais próximo se for uma bandeira de queda.
Alvo: Seu objetivo vai ser a medida simétrica do mastro. Como você viu nas animações acima, vc precisa copiar o tamanho do mastro para saber onde a bandeira irá “completar” de forma harmônica. P.S: Coloque seu alvo um pouco abaixo do fechamento total do padrão.
Simples, é só copiar o mastro e jogar após o rompimento para formar um movimento harmônico. Agora vamos dar uma olhada nisso acontecendo em um gráfico de verdade.. chega de linhas ?
Olhe essa imagem ao lado, você percebe que aquele candle que rompeu a bandeira foi super forte? Isso é extremamente importante e útil também. Caso a bandeira que você identificou tenha um rompimento forte assim, ela vai ter mais chances de acertar o alvo.
 
Outra dica importante: caso o seu stop seja muito longo, você também pode usar o candle de força mais próximo do rompimento. Nesse caso aqui poderia ter sido feito isso. E aqui rolou exatamente na média móvel como eu havia dito acima.. (eu não uso MM, mas muitos gostam).
Show… Fechamos a parte da bandeira, agora vamos falar sobre como operar a Flâmula no mercado de capitais.
A flâmula é bastante similar à bandeira, as mesmas regras de onde entrar, onde jogar o stop/alvo e onde não entrar se aplicam, então para não ficar repetindo, é só conferir as regras da bandeira novamente. Vamos focar mais no padrão em si.
Também temos 2 Flâmulas no mercado de capitais:
O que é muito importante notar é justamente o formato desse padrão.. Não é um triângulo ascendente ou descendente. É uma flâmula. Por quê? Por conta do price action que acontece antes, temos o mastro! E esse mastro deve ser usado para encontrar o alvo, exatamente como na bandeira.
A grande diferença entre a bandeira e a flâmula é que na flâmula é mais fácil de encontrar o local do stop já que vamos ter fundos e topos oscilando… às vezes a bandeira pode não ter isso.
Ambas são super fáceis de operar no mercado de capitais e são dois padrões super confiáveis (se vc souber fazer a entrada e o gerenciamento correto). Olhe alguns exemplos da flâmula abaixo:
Super simples, né? Temos o mastro bem identificado, a formação da flâmula (muitos iriam pensar que é um triângulo) e o nosso alvo na medida exata do mastro. Quando rompeu foi direto lá sem nenhum candle do lado contrário.
Nesse caso a gente teve fundos e topos oscilando. Isso vai acontecer em todos as flâmulas, caso não ocorra você vai estar olhando para uma bandeira!
Mais um exemplo:
Esse exemplo aqui fica ainda mais fácil para identificar o padrão, o mastro e o seu alvo.
Perceba que após o rompimento dessa flâmula (em uma tendência de queda) o preço foi direto lá no fechamento do mastro.
Como eu disse antes, uma flâmula ou bandeira de queda em uma tendência de queda vai ser bem mais forte do que uma flâmula ou bandeira de queda em uma tendência de alta, entende? É sempre recomendável usar a força da tendência ao nosso favor!
Mas e se romper pra cima?
Se você ficou se perguntando se daria pra entrar se rompesse pra cima nessa flâmula mostrada agora, a resposta é não. Por quê? Porque a bandeira e a flâmula são figuras de continuação de tendência, então não é comum usá-las como reversão.
Segredo de mercado:
Essa é uma técnica muito usada aqui nos Estados Unidos para identificar uma possível reversão ou pullback no preço… Nós usamos o final do movimento harmônico de figuras!!
Quando eu criei esse site, eu havia escrito um post falando sobre a VALE5 e da bandeira que ela tinha recém completado, olha só a foto (que é a capa do meu post aqui no site) e os comentários:
Eu escrevi isso lá no dia 2 ou 3 de fevereiro desse ano… Adivinha o que aconteceu depois que a VALE5 completou o movimento do alvo ali embaixo (certinho no final do mastro)?SUBIU direto uns 40%!
Essa técnica funciona muito bem principalmente se você estiver olhando esse padrão em um tempo gráfico (time frame) maior no mercado de capitais.
Dá uma olhada nesse segundo exemplo:
Bacana, hein? Essa dica realmente é muito útil… O gerenciamento de trade e entrada da flâmula é exatamente o mesmo da bandeira, é só conferir lá em cima…
Então é isso aí, esse é o primeiro post que estou escrevendo para essa Série Operando As Figuras e vou escrever vários outros com os principais padrões de price action (alguns que ninguém conhece por aqui…), vou explicar tudo em detalhes aqui no site, bom vc já me conhece né ?
Olha só, clique nos botões abaixo para entrar no Grupo do Facebook que tá top demais, só tem fera lá.. Se inscreva no canal do Youtube também! Abração e bons gains.
28.521+ ALUNOS INSCRITOS NESTE CURSO!

DAY TRADE DO  ZERO 

Descubra as Melhores Corretoras, Plataformas e Estratégias para 2019!
Acesso Imediato >>
Seja Rápido... As turmas lotam rapidamente.

Deixe Seu Comentário Aqui...

FacebookTwitterPinterestGoogle +Stumbleupon